ADRIANO FRANCHINI Não adianta vir com Guaraná pra mim

R$90,00

Não adianta vir com Guaraná pra mim, 2019
Chocolates Kit Kat impressos com desenhos da série Impossível prever o Futuro, se ele existe com tinta comestível
12 x 16 cm a embalagem; 6 x 9 cm o chocolate

 

Disponível por encomenda

O múltiplo “Não adianta vir  com guaraná pra mim”  são chocolates impressos com desenhos da série “Incapaz de prever o Futuro, se ele existe“ com pigmeto azul comestível. Este trabalho foi desenvolvido especifamente para o pré-lançamento da Michê 2019 do Ateliê397, que prevê simular uma lojinha de museu. Para tanto, como qualquer espaço comercial como este, sempre vendem-se guloseimas triviais como chocolates, talvez as únicas mercadorias nesses lugares que não relacionam-se diretamente com Arte. Pensando nela constância, esse trabalho mescla a trivialidade do chocolate das lojinhas de museus com um trabalho essencialmente de desenho que é comestível. O trabalho foi feito utilizando-se da plataforma de impressão da marca Kitkat, o que considero essa uma apropriação dos meios de produção da marca para que o resultado do trabalho se efetive; uma forma de “hackear“ esse sistema de posse da fábrica de chocolates, contudo caindo na mesma “armadilha“ da lógica mercantil, onde “compra-se mais barato para vender-se caro”. Assumo esse fato como inerente da vida em uma sociedade de consumo, portanto esse trabalho apesar de levantar questões sobre esse assunto, aponta e comenta, numa primeira análise, esse ciclo vicioso em que a vida na contemporaneidade se apóia. O trabalho será feito sob demanda e não terá número restritivo de versões e cópias.

Adriano Franchini nasceu em Campo Grande (1991), Mato Grosso do Sul. Atualmente vive e trabalha em São Paulo. Formado em Arquitetura e Urbanismo, Mackenzie, em 2013. Participa do grupo de acompanhamento de projetos artísticos do Hermes Artes Visuais. Sua pesquisa trata sobretudo de assuntos relacionados a idéia de Origem, onde aproxima memórias, idéias filosóficas e gambiarras tecnológicas de cunho quase sempre científico em aproximações poéticas, usando por base técnica e simbólica o desenho e a pintura em suas formas expandidas. Tal qual em um laboratório, apresento os trabalhos como componentes ou substâncias, que estão sempre à dispor de sofrerem interação: os trabalhos tem caráter mutável, podendo estar em diferentes arranjos o que implica, portanto, que seus signi cados e discursos estão sempre em constante transmutação ou ampliação.
@adrianomfranchini

Peso 0.1 kg
Dimensões 16.00 × 12.00 × 6.00 cm